Inscreva-se! Basta um clique!

Translate

Considerações sobre meu trabalho- Meus erros e acertos

Pode parecer estranho mas muita gente pergunta, porque vez ou outra aqui no blog eu falo de maneira nada motivadora do meu trabalho. 
Pois bem, vou resumir aqui um pouco do que em breve foi o período mais interessante, desestimulante e nada interessante ao longo desses  ultimos 10 anos em que estou lá.

Antes de mais nada este blog é meu, e escrevo aqui o que bem entender.
Se irá me perguntar porque eu detesto tanto o lugar e não peço minhas contas eu respondo: Porque nem tudo é tão fácil assim. 
O intuito deste post é desabafar...e torcer para alguém do Job ler isso.
Em etapas meus erros:
************************************************************************
Etapa 1  Imaturidade, vaidade, encantamento
03/05/1999- Depois de uma seleção difícil, através do Curso de Economia Doméstica  participei da seleção de uma grande empresa de Varejo do Brasil para compor o Departamento de Qualidade Alimentar. Me escrevi mas não acreditava muito. Afinal meu curso na época sofria grande preconceito. Chorei quando Dna Fátima (Gerente RH)ligou para minha casa e disse. -Marta vc fará parte do nosso Departamento de Qualidade junto com mais 19meninas. Parabéns garota. Sentimos que vc fará um bom trabalho. 
Sim chorei junto com minha mãe.  Depois de vários trabalhos, bolsa de estudos , bolsa de trabalho, bolsa de pesquisa, esse seria meu 1º contato com o mercado de trabalho. Iria trabalhar em uma grande empresa. Fui trabalhar nas lojas, tornei-me uma estágiária muito destacada por onde passava.

Junho de 2000-  Em uma reunião com os gerentes de todas as lojas, fui uma das 4 mais votadas para participar de uma seleção para então ser efetivada no Controle de Qualidade da Central de Distribuição da mesma Empresa. Eu e outra colega depois de trocentras etapas passamos.

12/08/2000 - Fui efetivada na Empresa. 20 dias EM SP.

Abril de 2001(se não me engano) Estava sozinha pois minha colega havia recebido uma melhor proposta de Emprego. Fiquei sabendo ao meio dia, que o Departamento de Qualidade seria extinto. Estava sem emprego, Na época o Sr  Jose(Gerente-vou chama-lo assim para preservar) me confortou com aquele vozeirão alto e característico: -Marta vc trabalha muito bem e se dedica muito, vou fazer umas ligações e se Deus permitir vc ficará conosco ainda. 
E Deus permitiu, esta filial pagou meu salário por seis meses. Sozinha,Cuidava da analise de Frios ,Perecíveis, Dava suporte no setor de Frutas, legumes e verduras, e Leite UHT de mercearia; Tive uma estafa na época, mas valeu a pena.

Epapa 2: Ilusões, arrogânica, egoísmo, vaidade e auto confiança. Stress,depressão

Out de 2001 - O Controle de Qualidade retorna, e meu antigo chefe de SP contrata duas estágiárias para me ajudar, pois estava exausta pesava 58 kg. Três meses depois Este meu antigo chefe me chama para conversar. Ele não queria uma Economista Doméstica no comando, e Sim uma Engenheira de Alimentos. Lembro da frase: -Marta gosto muito do seu trabalho, mas preciso padronizar isso fortalecer o Departamento. Eu perguntei: E os seis meses de trabalho não contam? Fiquei sim magoada. Sabia que deveria ser promovida. Mas isso não ocorreu.
Enfim uma das estágiárias que treinei mais tarde se tornou minha chefe. E sim fui arrogante o suficiente para não admitir isso.

-Em 2002 pedi ao Sr José que me ajudasse. As novas estágiárias me  atormentaram muito. Eram arrogantes e prepotentes. Vi que estavam influenciando minha atual chefe.  Saindo eu recomeçaria. 
Ouv do meu chefe em SP:- Se quiser sair peça as contas. Enfim uma porta se abriu.
Aceitei a proposta, do Sr José(  quem eu devo respeito por isso).
,Ele disse:-Gostamos do seu trabalho, minha secretária está sendo transferida, vamos fazer um teste. Se der certo trabalhará conosco na Logística;

-Novembro 2002- Tornei-me secretária do Gerente Geral, e assistente direta do Chefe Administrativo financeiro. Viajei a Sp pela 2ª vez neste período.

-Entre 2002 e 2007, foram períodos de altos e baixos, muitas vezes tive oportunidades de crescimento, mas no final nunca era escolhida, amava o que eu fazia de certa forma. Era criativa, tive que aprender a me vestir e  a me comportar. Afinal mudara completamente de vida. Anvisa pra mim era passado. Se alguma secretária está lendo isso concordará comigo, somos bajuladas, paparicadas, qualquer pessoa se torna amiga.  Sofri muito com uma pessoa diretamente. Só em 2004 soube o motivo. Meu chefe disse: - Ela te atrapalha por inveja.  Ela sempre quis ter seu status hoje, Ela achava que seria escolhida e não foi. Cuidado! Fale pouco e se preserve. Ela tem fama de perigosa. E assim convivi diretamente com essa pessoa até 2009. Nossa se fosse escrever tudo eu realmente iria cansar a todos mas foi muito difícil de 2002 á 2009. Vivia em uma gangorra. Tanto na vida pessoas como profissional.
-2006 - Curso de comunicação Assertiva- Aqui fiz muitas amizades. 3ª e ultima viagem a SP
-2007 meus dois chefes são demitidos. Em novembro deste ano uma nova chefe chega
2008- Um novo Gerente Geral chega(março). 4 ou 5 meses depois  participei de minha ultima seleção, para encarregada de setor ,fui aprovada,  começei um estágio uma espécie de treinamento antes de realmente assumir. Este foi meu grande erro. Pediram para eu escolher entre minha realidade e sonho e então desist da especialização em Vigilância Sanitária. Um mês depois, todos os convidados foram que participaram do processo seletivo foram chamados. Tive que ouvir do Chefe Operacional. -Vcs estão apostando na Marta mas eu digo que ela não dá certo. O outro Chefe olhou e disse. Realmente, o fulano já está no setor. O primeiro chefe completou: - Como vc é nova, vamos dar oportunidade para outra pessoa, pois ele casou a pouco tempo e tem um filhinho.Eu digo que vc não dá para trabalhar na Operação.
-Lembro de eu dizer: Peraê! o critério para assumir o cargo é a qde de filhos?  Foi uma sensação de humilhação como eu jamais tinha sentido na vida. Eu em frente a 4 pessoas, duas omissas, uma sugestiva e outra olhando no meu olho e dizendo: -Sim ela foi aprovada mas minha pergunta é? Vai dar certo(ironia na voz) pra mim não. 
Qdo minha chefe sem saída olhou e disse. -Ok Marta pode se retirar.
Desisti daquele lugar nesse dia, chorei muito, me sentia uma profissional  completamente infeliz. Um filme passou na minha cabeça. Desde o dia que ouvi no rádio meu nome como aprovada no vestibular até aquele momento.
Mas ainda teria mais.

 Etapa 3: Aceitaçã, definição de metas, mudança de comportamento, análise 

Março 2009- Tiro férias
Abril de 2009 - Por email fiquei sabendo que em Maio iria assumir outras atividades, e que de novo como ironia do destino, a pessoa que tirou minhas férias iria assumir minha função.
Maio de 2009 - Literalmente tive 3hs de treinamento para assumir o cargo que exerço hoje.
Julho 2009 - Em conversa com os dois atuais Gerentes pedi e tentei um acordo, para que seja demitida. E estou aguardando até hoje. Tenho esperanças que esse ano isso aconteça; Disseram que eu era uma simples assistente e assim me assumi desde então. Sem expectativa de grandes mudanças, fazendo meu trabalho dia após dia. Sem stress.

Superando desafios:
Quando parei para me avaliar. Não gostei nada do que vi. Vi que sofria de coitadismo. Vi que permiti 50% das coisas que aconteceram. Reconhecer meus erros foi terrível.  É tão fácil culpar os outros né?
Tenho amigos sim 3 só 3 amigas, tenho colegas sim vários,  me dou bem com a maioria da "peaozada" adoro qdo funcionários me cumprimentam, mostram fotos dos filhos,  param para falar do cotidiano em suas famílias, me dão áquele verdadeiro bom dia, boa tarde!  Alguns me chamam de Tia Marta, a maioria Dna Marta, os mais antigos Martinha....Sou muito comunicativa e ainda mantenho isso. Mas não me permito mais do que cinco minuto com ninguém. Aprendi a conviver com todos que me detestam, resultado de um período que eu era vaidosa o suficiente para não lever desaforo pra casa. Ao oinvés de gostarem de mim por ser franca. Me rotularam como briguenta.
Com o passar do tempo, tirei este emprego do meu foco. E hoje batalho por outras coisas.
Me isolei, depois me calei, hoje estou em uma postura que me contenta. 
A primeira coisa que fiz foi balançar a árvore, ficaram poucas pessoas que hoje posso contar. Aprendi a não levar sentimentos nobres para o trabalho.
Hoje não me cobro a mim nem as pessoas.Antigamente se uma pessoa não ia com a minha cara ficava arrasada e ia perguntar o porquê. Hoje não faz diferença. Lá não!
Sou muito franca mas minha franqueza me trouxe muitos problemas, aprendi a dar opinião qdo me pedem.  Minhas idéias são pra mim, cansei de dar idéias e os outros ganharem mérito.  Acreditam que comecei um trabalho belíssimo com o depto comercial e uma outra pessoa hoje está dessenvolvendo. É minha sina, começo algo e outro vem.Não estou me fazendo de vítima mas é a mais pra verdade. Só quem está proximo para perceber isso. No bom é que presto serviço de certa forma para Recife, Bahia e São Paulo. 
Atendo muitos fornecedores com dúvidas variadas.
Vez ou outra alguém liga querendo desenvolver algo. Me enpolgo, e então o mérito fica ali entre um telefonema e outro. Gosto do que faço, mas não quero amar.  E assim vou vivendo. Para pontualmente registrar minhas 4 batidas do cartão. E basta!

************************************************************************************

Aprendi contudo e quero passar pra todos que puder:
-Qdo saímos da faculdade podemos aplicar todo nosso conhecimento Sim! quando nos é permitido. Todo mundo falava na prática é mais difícil mas não é bem assim.
Isso eu fiz durante o período que trabalhei nas lojas.O melhor periodo de minha vida. 
Amo a Empresa graças a garra, determinação e amizade da Equipe das lojas. Tenho faixas e cartazes que não mostro aqui para preservar as lojas em que trabalhei. Toda loja que saia era um chororô. Tenho amigos e amo todos os gerentes que tive neste período. Vez ou outra vou em lojas e  ainda me arrisco a dar dicas a Encarregados sobre armazenamento de produtos. AMo isso !
-Depois que deixei de ser secretária, todos os meus melhores amigos sumiram.
-não espere o tempo passar como eu, que sempre acreditava. O  que é meu está guardado. Esta frase hoje representa meu comodismo.
-Quando estamos bem e recebendo elogios e tapinha nas costas, ficamos muito vaidosos, eu fiquei assim em pelo menos dois ou três anos. Fiquei muito vulnerável. 
-Se o trabalho não vai bem não espere um milagre como eu fiz. Se tivesse feito meu curso de inglês, talves hoje já teria feito mestrado, e até em outro Estado como eu queria. Suas escolhas erradas são suas. Não fique como eu que perdi anos culpando os outros. Sendo que nem eu lutava pelos meus ideais e sonhos.
-O que é seu está guardado, Deixe a vida me levar são frases ridículas de pessoas que querem desculpas para não arregassar as mangas e enfrentar os obstáculos. A vida é traçada. Somos responsávéis por nossas escolhas nossas decisões.
-Fique longe de pessoas fofoqueiras e picuinhas. Nossa me deixei levar gente por todos os fuxicos , me irritei, chorei várias vezes e 70% eram mentira.
-Não fale nada de sua vida pessoal, a não ser que queira se tornar assunto de vestiário kkkk -Seu trabalho não é sua segunda família e sim seu trabalho. Temos que ter essa visão para melhorar nossa postura. Passamos a maior parte do tempo lá, e acabamos nos confundindo. 
-Nunca reclame de seu trabalho para nenhum colega, enfermaria, enfim desabafe com uma amiga,marido, namorado mas com ninguém do seu trabalho.. Este foi meu maior erro, sempre que estava stressada, falava demais, e os que me apoiavam depois estavam contando para meus superiores.
-Cuidado com pessoas tendenciosas. Elas chegam de mansinho e quando menos se esperavc pode estar no meio de um fuxico. Eu aprendi depois de muitos atropelos.
-Pelo amor de Deus cuidado com os bajuladores e pessoas que querem ter praticamento o perfil da Madre Tereza, os "bonzinhos" esses são terríveis.

Enfim são 12 anos , 2 maravilhosos e 10 em que apenas sobrevivo.
O que eu espero?  Ter alegria em chegar no meu trabalho. Já vivi isso gente é uma delícia. Quando se trabalha em locais assim, os amigos secretos ou amigos ocultos de final de ano tem sabor de cupcake. Uma delícia.
Até lá.....sim tenho uma carta na manga, mas um estudo provou que quando contamos o que queremos fazer não conseguimos realizar...então sorry, não poderei contar aqui. 
ûfa! Terminei!





4 comentários

  1. Ai como eu te entendo. Amei o post!
    beijos,
    Lili
    http://peruasemacao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Antoniele Britomaio 29, 2011 9:42 PM

    Muito bom seu blog sempre leio e seu desabafo então foi encorajador parabéns!!

    ResponderExcluir
  4. Como me identifiquei com vc... seu desabafo não foi importante apenas para o campo profissional,mas tbm para a vida pessoal e os relacionamentos. Devemos levar em consideração muitas coisas que vc pontuou com muita franqueza e realidade. Foi esclarecedor e incentivador. Chego a conclusão que as pessoas realmente não são fáceis...

    ResponderExcluir

Gotas de felicidade!
Adoro quando leio seu comentário!
Obrigada pelo carinho!

Topo