Google+ Followers

Inscreva-se! Basta um clique!

Translate

Rita Hayworth, a diva dos anos 1940


Rita Hayworth, a diva dos anos 1940, encantou o mundo com sua beleza, seu carisma e sua dança. Seu nome original era Margarita Carmen Cansino e não era loira de nascença. Além de mudar a cor dos cabelos, ela aumentou a testa.


Na adolescência, o pai, Eduardo Cansino, um bailarino espanhol, a obrigava a rigorosos treinos de dança. Sua mãe, Volga Haworth, era de origem irlandesa e artista do Ziegfeld Folies.

Desde muito pequena, Margarita começou a trabalhar na companhia familiar "The Dancing Cansino". Depois seu pai montaria uma academia de baile em Hollywood, uma vez que trabalhava como coreógrafo na Fox.
Margarita chamou a atenção de um produtor da Fox e estreou em 1935 em papéis menores, até que se casou com o milionário Edward Judson.

Até 1937, ano em que foi contratada pela Columbia, apareceu nos créditos como Rita Cansino, adotando o nome Hayworth a partir de "Criminals of the Air".

Em 1939, interpretou um papel secundário em "Só os Anjos Têm Asas" e começou a alcançar popularidade, até conquistar a fama definitiva em "Gilda". A personagem foi criada especialmente para Rita, que inicialmente não queria interpretá-la, aceitando apenas após o roteiro ser alterado de forma a valorizar sua presença.

Com direção de Charles Vidor, o filme foi lançado nos EUA em 1946, com Glenn Ford fazendo o papel de Johnny Farrell, gerente de um clube noturno em Buenos Aires, que reconhece em Gilda, mulher de seu amigo, um amor do passado. Foi o terceiro de sete filmes em que Rita atuou com Glenn Ford.

Em "A Dama de Shangai" (1948), Orson Welles interpreta um homem inocente envolvido numa perigosa trama que envolve a bela personagem de Rita e seu marido aleijado. Em 59 filmes, Rita atuou ainda com atores de talento, como Gene Kelly e Fred Astaire, e ficou na 98ª posição na lista das 100 maiores estrelas do cinema de todos os tempos.

Recebeu uma indicação ao Globo de Ouro de melhor atriz, por "O Mundo do Circo" (1964). Nunca recebeu uma indicação para o Oscar, o que não a impediu de comparecer às festas de premiação. Teve uma vida sentimental agitada, casando-se cinco vezes, com Edward Judson (1947-1943), Orson Welles (1943-1947), príncipe Ali Khan (1949-1953), com quem teve sua filha Yasmine, Dick Haynes (1953-1955) e James Hill (1958-1961).

Em 1972, abandonou o cinema e pouco depois começou a sofrer do mal de Altzheimer,
Morreu na casa de sua filha, Yasmin, em Nova Iorque, aos sessenta e nove anos, vítima do mal de Alzheimer, do qual padecia desde a década de 1960, mas que só foi diagnosticado em 1980. Está sepultada no Cemitério de Holy Cross em Culver City, California.

Alguns de seus filmes inesquecíveis foram: "O Sétimo Mandamento" (1962), "Salomé" (1953), "Uma Viúva em Trinidad" (1952), "Os Amores de Carmen" (1948), "Quando os Deuses Amam" (1947), "Minha Namorada Favorita" (1942), "Sangue e Areia" (1941) e "O Protegido de Papai" (1940).

Fonte: Educação uol 

Um comentário

Gotas de felicidade!
Adoro quando leio seu comentário!
Obrigada pelo carinho!

Visualizações

Topo