Inscreva-se! Basta um clique!

Translate

Deixando o medo de ser abandonada



Navegando no site A mente é Maravilhosa me deparei com um texto maravilhoso sobre as três maiores marcas da infância. 


"A criança que se sentiu só, ignorada ou abandonada, começa a acreditar que 

a solidão é um estado completamente negativo, e pode optar entre dois 

caminhos: ou torna-se excessivamente dependente dos outros, buscando 

constantemente alguém que a acompanhe e proteja, ou renuncia à 

companhia como medida de precaução frente ao sofrimento de um potencial 

abandono.

O medo de ser abandonado

Aqueles que tomam o caminho da dependência podem chegar a ser capazes de tolerar qualquer tipo de relação, contanto que não fiquem sós. Acreditam que são completamente incapazes de escolher a solidão e, por isso, estão dispostos a pagar qualquer preço por companhia.
Aqueles que escapam do medo do abandono pela via da independência inflexível tornam-se incapazes de desfrutar a proximidade afetiva de alguém. Para eles, o amor é sinônimo de medo. Quanto mais afeto sentem por outra pessoa, mais cresce sua ansiedade e seu desejo de escapar. São o tipo de pessoa que rompe vínculos cativantes para deixarem de sentir a angústia que uma eventual perda da figura amada poderia causar."
Eu reconheci em mim essa crença .
Não é fácil reconhecer e é difícil mudar. Mas nada é impossível se você quiser ter seu EU verdadeiro em suas mãos.
Me decepcionar com pessoas foi tão difícil quanto assumir o quanto estava decepcionada por mim mesma ao identificar que 90% dos meus problemas não existiam.
Basta mudar o olhar!
Querer mudança!


A acompanhe toda a programação diária do blog por aqui e inscreva-se lá no canal do YouTube, para receber em primeira mão os novos vídeos     
 Instagram@blogdamartika  
Email: contato@blogdamartika.com
Snapchat: blogdamartika
Twitter @martikavictor


Topo